terça-feira, 12 de janeiro de 2010

voltas..

Por muitas vezes me deparei com situações que me obrigariam a tomar decisões, algumas em extremo dolorosas.
A letra de Gilberto Gil (se não estou enganada - não tenho mta certeza rs) "Se eu quiser falar com Deus" me levou a refletir e sentir uma dor imensa na alma, uma angústia, quase um desespero, típico daquelas almas poéticas e sensíveis (cujo grupo inevitavelmente faço parte...)

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que ficar a sós
Tenho que apagar a luz
Tenho que calar a voz
Tenho que encontrar a paz

Tenho que folgar os nós
Dos sapatos, da gravata
Dos desejos, dos receios
Tenho que esquecer a data
Tenho que perder a conta
Tenho que ter mãos vazias
Ter a alma e o corpo nus

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que aceitar a dor
Tenho que comer o pão
Que o diabo amassou
Tenho que virar um cão
Tenho que lamber o chão
Dos palácios, dos castelos
Suntuosos do meu sonho
Tenho que me ver tristonho
Tenho que me achar medonho
E apesar de um mal tamanho
Alegrar meu coração

Se eu quiser falar com Deus
Tenho que me aventurar
Tenho que subir aos céus
Sem cordas pra segurar
Tenho que dizer adeus
Dar as costas, caminhar
Decidido, pela estrada
Que ao findar vai dar em nada
Nada, nada, nada, nada
Do que eu pensava encontrar

É uma letra interessantíssima, que não posso fazer uma análise qualquer num único post, é profunda e como diria minha amiga Líria Grade "O ponto de vista é alguém é a visão de um ponto", ou seja, ainda que eu tente escrever e analisar vou pecar em algo. No caso em análise por exemplo: Se eu estiver ressentida com Deus, posso usar essa música como fruto de revolta. Se eu estiver compreendendo a liberdade do homem e a liberdade concedida por Deus, então terei uma outra perspectiva desta canção, pois quando nos achegamos à Deus com a visão de um Deus austero, terrível, ao chegarmos diante Dele não encontraremos o que esperávamos. Se tivermos uma perspectiva de um Deus "papai noel" não encontraremos o que esperávamos tbm.

A realidade é que os nossos idealismos não correspondem à Deus em absoluto, mas apenas à partes do caráter de Deus.

Quando nós -humanos- nos deparamos com a injustiça, ficamos irritados, queremos fazer cabeças rolarem, sangue, vingança, certo? A reação de Deus nem sempre será assim, muitas e sempre, não será assim. Se houver arrependimento sincero por parte do agressor - e isso acontece e é o anseio de Deus - Ele perdoará e o que era pra ser maldição será transformado em bênção.

Ontem eu descobri a lâmpada kkk, na verdade, me transmitiram essa descoberta. Com uma pergunta de criança, porém de difícil resposta.

_ Em que reside o poder de Deus?

O poder de Deus reside no respeito ao Ser humano e por consequencia em Seu AMOR, em suma, o Poder de Deus reside no Amor de Deus por nós que é supremo e sublime. É uma resposta sem muitas voltas, sem as voltas que eu mesma dei pra chegar até ela,rs, mas é assim que são as coisas, Ele é simples. Nós complicamos.
Somos como crianças:

_Mãe, prq não posso enfiar o dedo na tomada?

Se a sua mãe disser que vc não pode por "esse, aquele e aquele outro" motivo e você tiver 2 anos de idade, então essa resposta não vai adiantar mto. E vc colocará o dedo na tomada.
Se vc ouvir "Prq é perigoso e faz dodói" pode ser q isso baste, mas, se vc for como eu, curioso, inquieto, perquiridora por natureza... então, através do empirismo é que vc irá atrás e descobrirá que FAZ DODOI...

Nós nunca vamos atrás de descobrir em que reside o amor de Deus, prq a nossa cultura nos ensina que "quem fala demais dá 'bom dia' aos cavalos", ou seja, é melhor calar à questionar, o que é mentira, se não fosse para questionarmos, não teríamos isso em nossa natureza, mas temos. Então, pergunte, questione, levante as pulgas, mas compreenda, se você de fato procurar a verdade em Deus, com um sincero coração, você a encontrará e algumas perguntas podem ser que não sejam respondidas agora, você e eu ainda temos 2 anos, não vamos conseguir assimilar o porque de não podermos colocar o dedo na tomada muitas vezes.
Saiba que o poder de Deus é Amor.
Amor em absoluto.
Amor aquém das suas questões.
E por causa desse Amor é que Ele se dispôs a identificar-se conosco e nos redimir. Ele não precisava ter vindo, Ele não precisava de nós, mas, Ele nos amou...
Se achegue confiante junto ao Trono, pergunte à Ele, peça uma direção... Ele o fará.

Naquele por meio de quem experimentamos o verdadeiro amor,

Amanda

Nenhum comentário: