terça-feira, 2 de novembro de 2010

Servindo para Liderar. Liderar para Servir

Um feriado tido como religioso, as pessoas se apertando para visitar seus entes queridos e eu na casa de uma amiga. Me propus a ajudá-la com uma sobremesa para seus visitantes no horário do almoço.

E, me pergunto agora, depois que a sobremesa já está na geladeira e a casa está limpa, o que me fez ligar o notebook pra começar a ler “O Monge e o Executivo”. Peguei o livro na internet pra saber se valia a aquisição. Esse livro apareceu em minhas mãos há 5 anos atrás, mas, não quis prosseguir na leitura, à época ele não me atraiu.

À época eu não tinha idéia do que faria o Senhor no meu coração e vida para que estivesse exatamente hoje com o coração acelerado na leitura das palavras de Hunter. Ontem antes de pegar no sono estava terminando um capítulo de “O Jesus que nunca conheci” de Philip Yancey, e neste, ele falava sobre a aplicabilidade severa do Sermão do Monte, das palavras duras que o Senhor profere e do extremismo e nos ensinar “Aquilo que você quer que os outros lhes façam, fazei-lho vós também”.

O que me fez pensar que eu tinha tino pra liderança? Minhas habilidades não são aparentes, o raciocínio é comum, e não sou uma pessoa brilhante, que idéia absurda Deus teve ao me dizer que eu seria líder? Ora bolas. Li sobre a Regra de Ouro ontem à noite e hoje ao iniciar “O Monge e o Executivo” estou aqui refletindo sobre as coincidências que se me afiguram e os motivos pelos quais estou no meu trabalho atual. E tudo começa a se encaixar.

Os sonhos de Deus para trabalhar no caráter de um homem são os mesmos de um Pai (quando a relação entre vocês é íntima e sólida) para lhe aconselhar a fazer um curso ou dar lugar a determinada vocação que ele percebe em você. Conselhos de pessoas que te conhecem e te amam, costumam estar sempre voltados a um Bem Maior, mesmo que ninguém compreenda. O fato de obedecer e confiar e depois entender é um princípio pautado em normas Divinas. Não é uma lei natural seletista e egoísta, é uma norma Pré-Natural, Eterna. Que advém Daquele que criou a estrutura celular e deu origem ao Planeta.

Este mesmo Grande Criador hoje me trouxe à memória muitas de Suas Promessas e me fez pensar que tudo aquilo vivido por mim hoje terá consequencias sérias no futuro, não só no meu futuro, mas no de todos aqueles que comigo convivem de alguma forma.

No meu ambiente atual de trabalho passei por três setores, cada um com seu próprio líder. Preciso avaliar, jamais produzi tanto quanto em meu atual setor, o ambiente que se me proporcionou a minha atual líder me leva a querer crescer, a querer produzir e o que aprendo hoje é potencialmente mais objetivo e claro do que antes.

“Trate os outros como gostaria de ser tratado”

“O papel do líder é extremamente exigente”

“Ouvir é uma das habilidades mais importantes que um líder pode escolher para desenvolver”

“Você gerencia coisas e lidera pessoas”

O potencial de desenvolvimento quando pequenas chaves são utilizadas é absurdo. E a pergunta hoje é: Você é um bom líder? Pra liderar você precisa ser servo. Pra conseguir crescer você precisa diminuir.

Diminuir no seu orgulho próprio. Afinal, quando você é egoísta e busca apenas o reconhecimento, quando chegar lá não será realizado. Grandes conquistas se processam de pequenos passos. Quer produção no seu setor? Como você lida com as pessoas que são diretamente subordinadas à você?

A regra do poder pelo poder é absurdamente falha. Não gera comprometimento e dedicação. Gera raiva e um desejo de que “tudo se dane”, quer dizer descompromisso, irresponsabilidade, intrigas.

O bom ambiente de trabalho é aquele em que todos são ouvidos, todos são tratados dignamente, todos tem um lugar ao sol. Ouvir que a sua equipe tem boas oportunidades de atingir suas metas é algo maravilhoso, ter ambiente pra isso é melhor ainda.

No Brasil é muito simples você conseguir bons resultados, aqui vão alguns passos simples:

_ Acorde pela manhã e peça a Deus que esteja com você. É primordial saber que Alguém te dá a graça necessária para atingir objetivos concretos e eternos. E não transitórios e ineficazes.

_ Cumprimente seus funcionários com alegria e vivacidade. Não exija nada, um “bom dia” ou “boa tarde” são coisas que nascem da alma. Muitas vezes as pessoas não tem vontade de devolver a ênfase que você aplica. Não se aflija, com o tempo e com um bom ambiente de trabalho, isso surgirá automáticamente, alguns precisam de uns minutos pra se ambientar, precisam colocar a bolsa na cadeira, pegar uma xícara de café e então olhem pra você e “bom dia!”.

_ Trate como gostaria de ser tratado. Você tem uma mesa e um ambiente confortáveis? Por que seus funcionários não tem um lugar pra ficar? Eles se sentem compelidos a pensar que o trabalho deles é dispensável e por isso não darão tudo de si para que as coisas cheguem a bom termo. Pense que o seu computador e a sua mesa são bons, porque não proporcionar o melhor pra eles ? Seu banheiro é limpinho e cheiroso? E porque seus funcionários precisam utilizar um que mal sirva pra abrigar a pia e não tenha espaço pro lixo? Como você quer produção se trata seus funcionários como coisas em vez de pessoas? Crie o ambiente.

_ Proporcione cursos de crescimento pessoal. Uma equipe treinada e reconhecida é uma equipe que vai longe. Ouça seus líderes de setor. Ouça seus funcionários. Cumpra suas promessas. Tenha palavra. Um presente útil em determinadas situações é bom, melhor ainda é um presente pecuniário. Quer que as metas sejam cumpridas? Comissione por produção. Se a pecúnia não for possível, procure descobrir o que seus funcionários precisam. Uma final de semana num hotel. Um triciclo pra filha. Um remédio caro. Pense como você gostaria de ser tratado. Ouça. Ouça. Ouvir é fundamental. Deus nos surpreende porque Ele nos ouve.

Jesus liderou uma potência de 12 “joões ninguéns” para 12 influenciadores mundiais, porque Ele servia seu próximo, tratava com dignidade, e acima de tudo, os ouvia. “Quem vocês acham que eu sou?”; “Vocês não querem ir embora também?”

E quando seus discípulos chegavam com um problema: _ Senhor, eles estão com fome, ha três dias eles não comem e nós não temos dinheiro.

_ O que vocês têm em mãos?

_ Dois peixes e três pães.

E então, 5000 pessoas são alimentadas. Então, pode ser que o seu setor seja produtivo, a sua família se estruture. Depende do ambiente que você criará pra eles.

Grande abraço, uma semana cheia de Deus e surpreendente!!!

 

Amanda Perbeline

Maringá -PR

2 comentários:

Douglas224 disse...

Amanda, sábias palavras no seu blog eheheh

Diego Lopes disse...

Amanda, gostaria muito de te agradecer... Agradecer por ter feito um comentário no meu blog e ter feito eu achar a palavra que estava procurando: ATITUDE... Gostaria que fosse lá no blog e comentasse nesse post: http://paixao-e-compaixao.blogspot.com/2010/11/gentileza-gera-atitude.html
Obrigado pela gentileza de ter comentado!