quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Deus está no homem, e este em Deus

E como invocarei meu Deus, meu Deus e meu Senhor, se ao invocá-lo o faria certamente dentro de mim? E que lugar há em mim para receber o meu Deus, por onde Deus desça a mim, o Deus que fez o céu e a terra? Senhor, haverá em mim algum espaço que te possa conter? Acaso te contêm o céu e a terra, que tu criaste, e dentro dos quais também criaste a mim? Será, talvez, pelo fato de nada do que existe sem Ti, que todas as coisas te contêm? E, assim, se existo, que motivo pode haver para Te pedir que venhas a mim, já que não existiria se em mim não habitásseis?
Ainda não estive no inferno, mas também ali estás presente, pois, se descer ao inferno, ali estarás.
Eu nada seria, meu Deus, nada seria em absoluto se não estivesses em mim; talvez seria melhor dizer que eu não existiria de modo algum se não estivesse em ti, de quem, por quem e em quem existem todas as coisas? Assim é, Senhor, assim é. Como, pois, posso chamar-te se já estou em ti, ou de onde hás de vir a mim, ou a que parte do céu ou da terra me hei de recolher, para que ali venha a mim o meu Deus, ele que disse: Eu encho o céu e a terra?
Agostinho de Hipona - Confissões - Parte II

Alianças.


Dia 08/01/2010 - data que ficou marcada na minha mente.

Indescritíveis as sensações, as percepções, os detalhes, a beleza e sensibilidade, as palavras...
Teve início uma aliança minha com o meu Pai cuja marca está delimitada por uma aliança, fundada numa marca de amor em Oséias que carrego inserida numa aliança prata num dos dedos em minha mão esquerda.

Gostaria de saber como transmitir a alegria que sinto. Não consigo, vai aquém das minhas possibilidades humanas.
O desespero transitório ocasionado pelo meu estado sedento é deixado de lado ao sentir e tocar Suas Mãos, olhando seus olhos fraternos e tendo todo meu ser inundado por Seu Amor.

As pegadas que segui de meninas que sabem a Quem querem servir, o coração ardente em fazer de alguma forma a diferença nesta sociedade tão deturpada e perdida. Rememorando os fatos meu coração se enternece e fico pensando "Quero ter estas mesmas asas nos pés - ser parte disso", as lágrimas começam a querer aflorar e fico um tanto perdida no Tempo e no Espaço, sabendo apenas isso "Aquele que chama é o mesmo que capacita e envia", "Aquele que iniciou a boa obra a completará até o dia de Cristo Jesus", "Fiel é o que vos chama", "Bem-aventurados os pés daqueles que anunciam as Boas-Novas de Salvação".

Asas nos pés e um ardente coração.

A aliança que carrego anelo por demonstrá-la em ações, não para minha própria glória, mas por amar Aquele que "me chamou desde o ventre e me sagrou profeta entre as nações" (toda a Igreja é a Voz Profética do Senhor), e cumprir por seu Amor, e amar como Ele amou. Aleluia.

Naquele que anela por se aliançar conosco,