sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

ET VERBUM



No princípio morava o Verbo e em Deus vivia,
nele sua felicidade infinita
possuía

O mesmo Verbo Deus era
e o princípio se dizia
Ele morava no princípio
e princípio não havia

Ele era o mesmo princípio, por isso d’Ele carecia.

O Verbo se chama Filho,
pois do princípio nascia.
Ele sempre O concebeu,
e sempre O conceberia.

Dá-Lhe sempre sua substância
e sempre a conservaria.

E assim a glória do Filho
é a que no Pai havia
E toda a glória do Pai
no Seu Filho a possuía.

Como Amado no Amante,
um no outro residia
E esse Amor que Os une
no mesmo coincidia.

Et Verbum caro factum est. (4x)

Et Verbum
Kelly Patrícia
Composição: São João da Cruz / Kelly Patricia

Luto



Lágrimas No Paraíso (tears in heaven - Eric Clapton - traduzida)

Você saberia meu nome
Se eu o visse no Paraíso?
Você seria o mesmo
Se eu o visse no Paraíso?

Preciso ser forte
E aguentar firme
(...)


Você seguraria minha mão
Se eu o visse no Paraíso?
Você ajudaria a levantar-me
Se eu o visse no Paraíso?

Acharei meu caminho
Pela noite e dia
(...)


O tempo pode te trazer para baixo
O tempo pode fazê-lo curvar-se
O tempo pode partir seu coração
Fazê-lo implorar por favor
Implorar por favor
Atrás da porta
Há paz
Estou certo
E eu sei que não haverão mais
Lágrimas no Paraíso

À Amélia Correia - um presente que Deus me fez conhecer - In Memorian