domingo, 4 de setembro de 2011

Star Trek e Cristianismo - II

“Atenção, Atenção. Esta é mais uma edição do diário de bordo de Lucas Silva e Silva, falando diretamente do mundo da lua.”

(fala de Lucas em “O mundo da lua”, seriado da Tv Cultura)

Boa noite navegantes!

Acabei mais uma empreitada pelo mundo fantástico de Star Trek. Termino por aqui o 2º filme da saga, conhecido como “A Ira de Khan”

Tirei várias lições dele, mas, justiça seja feita, o que mais me chamou a atenção foi o “sacrifício de Spock”. Já parou pra pensar o quanto isso tem de bíblico?

Calma navegante, seja amigo, não pense que é alguma heresia. Vamos com calma que o andor ainda é de barro.

O filme todo é uma constante análise de como lidar com sentimentos esquecidos: iras antigas, mágoas, rancores, problemas de convivência, problemas de caráter, mentiras, omissões, revoltas, enfim, tudo aquilo que um humano normalmente precisa enfrentar à partir do momento em que coloca seus pés em solo terrestre, saindo do útero de sua mãe.

A Enterprise mais uma vez é atingida por um lunático irado, Khan, com os humanos, desta vez a ira é contra um humano em particular, conhecido como Almirante Jimmy Kirk, ou Capitão Kirk. Ira esta de um problema relacional do passado, que se tornou uma doença na alma de Khan.

Num dos entraves a nave em que está Khan atinge a Enterprise e esta fica sem o propulsor principal, ou seja, sem energia. À partir daí, o esquema para se manter vivo é basicamente militar, e é aqui que entra o sacrifício de Spock.

Ele vai até o setor de Engenharia e, contrariando o médico e o Engenheiro chefe entra numa sala em que há radiação tamanha para matar um humano, Spock sendo metade humano e metade vulcano aguenta com maior resistencia o contato com o material radioativo. Deliberadamente se expõe, arruma o propulsor e dá condições para que a Enterprise atinja sua máxima potência e salve a vida de todos.

Sem título

Esta é a cena em que dialogam Kirk e Spock, quando este, já degradando-se, rende sua vida.

Spock _ O bem de muitos pesa mais

Kirk _ que o bem de alguns

Spock _ ou de um só…

Aqui me chamou a atenção por causa da questão sacrificial que aparece. Spock tem um papel redentor, o que me leva a pensar na Cruz.

Óbvio que não vou divinizar Spock, muitos mártires figuram na História da humanidade para que eu viesse a cometer tamanha gafe. O que quero expor aqui é que, da mesma forma que Spock considerou sua vida como meio para salvar os outros, Jesus o fez para salvar você.

E o que normalmente escuto aqui quando falo essa frase batida é:

_ Me salvar de quê? Tenho cara de escória? Sou alguem que precisa de salvação?

Não, você não é escória e aparentemente não parece perdido, parece? Acho que você sabe lidar bem com a morte, com você mesmo, com problemas com sua mãe, com seus sentimentos e emoções. E claro, você também sempre consegue fazer tudo certinho, não se culpa por nada, sua consciencia tá sempre Zen… acertei né?

Não?!

Você é como eu? Você se irrita, chuta o pau da barraca, quebra tudo, fica chateado, sente saudade, chora, não sabe direito como é isso de morte e erra quando quer acertar, acerta de vez em quando, puxa! Que bom!!

Quase cheguei a pensar que era a última humana da espécie…

A Bíblia fala que nós, humanos, lá no início de tudo, fizemos a maior burrada de todas, nós pecamos.. nós não porque nem eu e nem você éramos nascidos, mas, conta o relato bíblico que os primeiros humanos fizeram isso por nós. E, como eu acredito que não vim de nenhum macaco e você não me parece ter jeito pra pulador de galhos, suponho que tanto você quanto eu venhamos do mesmo lugar.

Lá, em nossos primeiros pais, pecamos com eles, pois somos frutos da mesma árvore genética. Aceite os fatos, com tudo isso, acabou que esse negócio de fazer o mal, rir da desgraça do outro, mentir (nem que seja mentirinha branca), corrupção, omissões, promiscuidade, assassinatos, tudo isso, entrou no mundo.

E vou te assustar um pouco mais, pecado sempre será pecado. Não tem outro nome pro trem, não adianta maquiar o bicho não. Ele tem cheiro…

Foi por isso que Jesus veio, não tinha nenhum outro jeito de nos livrar dessa sem o sacrifício de alguém, estávamos num beco sem saída. Todo pecado tem o mesmo preço. Esse preço é a separação total de Deus (morte).

Então, Jesus, inocente, cara ele não tinha culpa no cartório, não tinha NADA contra Ele… Ele veio no buteco da vida, pegou a tua conta e a minha e pagou. Com todos os juros e correções monetárias possíveis…

Ele não considerou o bem de si mesmo, mas escolheu te salvar…

Star Trek e Cristianismo, TUDO A VER!

 

Boa semana!