quinta-feira, 15 de setembro de 2011

A Sinfonia dos Dois Mundos–Hélder Câmara

ig_ das frontieras - 3

Termino hoje a terceira parte do livro "Dom Helder: entre o poder e a profecia", do querido Prof. Walter Praxedes, DCS-UEM, e com a seguinte sensação: este homem Hélder. Bispinho de Olinda e Recife, absurdamente humano, apaixonado pelo povo. Intrínsecamente amoroso, devotado à Igreja, fiel a Deus e ao Evangelho. Uma interrogação e uma marca ao nosso egoísmo. Um desafio concreto à juventude apática e uma resposta coerente aos que ainda tentam calar a voz do povo.

Hoje não calam a voz do povo com a Ditadura Militar, calam a voz do povo com a injustiça escancarada, com a ausência de oportunidades e com o descaso com a Educação. Não se tem mais direito à educação, as crianças vão para as escolas, mas seus professores não sabem mais utilizar a língua, não sabem ensinar, não tem mais conhecimento do que aqueles que saem do Ensino Médio. A Educação é uma vergonha e nada fazemos para mudar a situação.

Hélder Câmara, uma lembrança de que é NECESSÁRIO e POSSÍVEL fazer algo que preste pra reverter a situação. Deixo aqui um trecho de "La Symphonie des deux mondes", de Pierre Kaelin ao bispinho.

Não, estou longe de ser socialista, comunista, qualquer coisa do gênero. Sou apenas uma estudante brasileira que ainda pensa um pouco sobre Justiça... e sobre o meu irmão, que não tem sequer o que comer e não consegue entender essa religião do pão que não lhe oferece pão...

Aos que trabalham de fato e aos que teorizam estes fatos, em favor dos oprimidos, façamos! Agradeço de coração ao Movimento do qual faço parte, o CRISTMA (Cristo Te Ama), porque foi alí que me deparei com as forças mutantes que de fato conseguem tirar do poço o oprimido e abatido, aquele que já não tem mais nem razão de existir, o verdadeiro excluído...

Aquele que depende de alcool, das drogas, das emoções que inebriam, para sobreviver.

Meu mais sincero obrigada.

Cristma

II CANTO - HOMEM MEU IRMÃO

“Homem, meu irmão,

vê que a criação inteira de contempla.

O Oceano das florestas

e o incêndio das flores,

as lanternas lá do céu

e o espelho das águas,

e as vozes fervilhantes

de todos os animais

divididos entre a confiança e o medo.

É a criação em tudo,

ao teu redor,

um pouco de inveja e de curiosidade

leva a seguir os passos

do eleito do Criador.

Homem, meu irmão,

vê que a criação inteira te contempla.

E ousado tu vais tão longe

na linha da inteligência

esta é a linha da tua chance?

E ousado tu vais tão longe,

emprestando tua inteligência

a serviço do computador.

No imenso mundo das estrelas

tu te tornas viajante

em naves espaciais...

Homem, meu irmão,

vê que a criação inteira te contempla

e te inveja.

E ousado tu vais tão longe

na linha do egoísmo.

Tão longe que te mostras indigno

da preferência maravilhosa

e quase escandalosa

que o Senhor te manifestou

o rumor das questões

parte de todo lado.

Homem, meu irmão,

vê que a criação inteira te contempla

e te interroga!"