terça-feira, 22 de maio de 2012

O preço do amor

As pessoas costumam dizer que amar é isso, amar é aquilo, amar não sei mais o quê…  muito se fala sobre o amor… mas douram tanto a pílula que o sentido de amar se perde.

Amar é bom, amar faz bem, amar é uma necessidade humana vital, mas, será que amor é sentir borboletas no estômago?

Estes dias escrevi sobre a Verdade, porque é como eu a sinto. E trabalho com as grandes questões sentindo-as, típico de almas apaixonadas (no sentido nitzchiniano da palavra), absorvendo em mim cada detalhe da vida. E hoje escolhi a palavrinha AMOR…

mao

Será que amor é apenas a entrega de corações que se enamoram e se desejam? Amor é apenas o "Eros” ? Aquela sensação que se massifica por aí como “contato físico”?

Será que o amor é apenas a responsabilidade de sobrevivência da prole?

Será que amor é o que afinal?

Pra quem lembra sobre o que falei a respeito da Verdade, saberá que pra mim amor é andar com a verdade, custe o que custar, e o preço é muito alto. Amor é mais que isso, amor é assumir a causa de ir até o fim pela maturidade do outro, pelo crescimento, pelo bem-estar, amor é doar-se… e o amor é doer-se.

Amar de verdade machuca, dói, é um preço que poucos pagam. Quase ninguém está disposto a permanecer ao lado de outra pessoa quando se conhece a fundo. (Eis o motivo dos divórcios) E quase ninguém quer um amigo que fale a verdade. As pessoas preferem as doces mentiras, as pílulas douradas, as máscaras de bons moços.

29291324_6f48a99d0b

Eu acredito na pureza das relações humanas. Acredito também em não criar expectativas irreais sobre as pessoas, pois uma vida inteira ao lado delas e ainda nos surpreenderão.

E isso torna a humanidade linda. Este desafio de amar o homem como ele é. Na sua obscuridade e na sua pureza. Com o olhar criterioso de um minerador que enxerga na rocha bruta o precioso diamante. As palavras soam bonitas, sinta-as na realidade de seu cotidiano e se permita amar em verdade.

Diante desta perspectiva, eu penso: “Como Jesus era quando veio à Terra? Quais eram seus traços de caráter? Como Ele reagiria diante das situações? Será que eu teria coragem de amá-lo? Se eu tivesse, será que iria até o fim ao seu lado?”

Eis o desafio de amor, segundo a minha perspectiva.

charlie

Abraços sinceros da Panda,

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Entre Tartarugas, Chuvas e Liberdade.

A chuva caia com a força da tartaruga. Vagarosa porém constante. Eu caminhava debaixo dela, protegida pelo guarda-chuva (ou não), sentindo como se meus medos também caíssem junto com a água.

Sentia cada gota molhar meus sapatos, refletia que cada gota era um impecilho ou uma batalha travada com o futuro. Estava alí, terra nova, eu graduada porém sem o reconhecimento da bendita Ordem, costumes e culturas opostas à que fui criada. Músicas que me ofendem a alma. E eu alí, caminhando debaixo da chuva e pensando “Sinto medo”.

A chuva continuou, o medo… bom, quando pensei na bondade de Deus, seu cuidado, seu amor, nas pessoas lindas que Ele me presenteou e tudo o mais…. aí o medo escorregou com a chuva ladeira abaixo e eu prossegui. Livre.

Segura de que Ele está comigo e isso… ah! Isso Basta! Alegre

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Verdade e Amor: Um babado fortíssimo

CB028268

“Quando Ele vier, o Espírito da Verdade, vos guiará para a verdade plena” Jo 16,13a

A primeira coisa que me veio à mente foi a frase de Pilatos, repetida por muitos filósofos através dos tempos…

_ Que é a Verdade?

Eu ainda não sei o que “é” a verdade. Também não sei o que “é” a mentira. Eu só sei o que pode me ferir, me machucar, me aprisionar. Também sei o que me faz muito bem, o que me liberta, o que me transcende, o que me acolhe. Meu parâmetro de “verdade” corresponde à análise do cotidiano, às gentilezas de Deus através dos irmãos. Aquelas pequeninas coisas que eu simplesmente adoro!

42-20036478

Café da manhã na cama.

Céu estrelado.

Brisa do mar.

Abraços!!!!!!

Colo… adooooooro colo!

Cheiro de terra molhada.

Beijos

Flores

Olhares

Enfim, muitas coisinhas, mas isso são gentilezas do Amor e não da Verdade. As gentilezas da verdade são coisas como

chamado.

Conversas honestas

Partilhas de sonhos

Partilhas de medos

Partilhas!!!!

Continuar perto quando todos os demais se afastam (opa, isso é amor também).

Ficar longe quando é preciso espaço (epa! Mas isso tem cheiro de amor)

Será que o amor e a verdade andam juntas?

Certamente, e com essa eu concluo: O Espírito da verdade nos guiará para a verdade plena, que também é amor perfeito… Sim, Ele é maravilhoso e todo amor!

E nessa deixo espaço para vocês caminharem na verdade… que não é o fundamentalismo barato e mesquinho que te afasta do amor, também não é o liberalismo infantil que te leva pra forca, é equilíbrio… muito equilíbrio…

Carpe Dien, mon ami,

42-23728975

Panda!

terça-feira, 15 de maio de 2012

Acolher é preciso.

Um tempo de pausa.

Um tempo para repensar.

Um tempo em que se acumulam as coisas de fora pra dentro.

Já teve tempos assim? Todo lojista creio que me entenderá, no final do ano fecham-se as portas, é tempo de balanço. Analisar acertos, erros, pesar a balança. Aceitar-se. Acolher.

Tem coisas que nunca vamos entender, não vamos mesmo! Não tente, não perca seu precioso tempo com lembranças ou perguntas que não ficarão respondidas.

Às vezes eu me pego pensando “Por quê Senhor?”

Tenho a péssima (filósofos e aspirantes à Filosofia que me perdoem) mania de perguntar “Por quê?!” Quando em verdade o que eu deveria questionar é “O que fazer com isso?”, “Como resolver isso?”, “Devo mesmo dar vasão a isto?”, “É necessário que as coisas cheguem a este ponto?”, “Existe ao acaso outra perspectiva?”

Enfim, é preciso se dar a oportunidade de ampliar os pontos. Uma amiga certa vez me disse que o ponto de vista de alguém é apenas a visão de  um ponto. Existem outros mais. E eu completo, para se visualizar algo é preciso muitos pontos. Uma verdadeira imensidão de pontos. Quem trabalha com aparelhos eletrônicos sabe que eu não minto. Muitos pontinhos coloridos dão vida às imagens televisivas… Se o criador da televisão se prendesse à visão de apenas um único pixel, um único pontinho, não teríamos a dinâmica imagem presa à caixinha nas salas, quartos, recepções, etc..

Busque conselho de quem te compreende, de quem se dá a chance de ampliar-se, de quem quer o seu bem e respeita suas vitórias, suas derrotas, seus anseios e seus medos.

Esse alguém eu dou o nome “Amigos”. Não são aqueles de botequim, são honestos, te querem por perto, te desejam a felicidade, falam a verdade, te alertam, te conhecem…

Sinceramente?

 

Senhor, obrigada por ser meu Amigo, obrigada por me dar amigos, obrigada por tornar o distante bem próximo, e o próximo mais próximo, obrigada por acalentar minha alma e dar água diante das vicissitudes do deserto.. Obrigada por me fazer humana e cada vez mais humana… obrigada por me trazer pra perto de Ti quando eu às vezes tenho vontade de ser um avestruz.

E obrigada por me permitir ser o panda de sempre e assim mesmo em constante transformação. Amém!