quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Por onde andei enquanto você me procurava?


Pra quem gosta de Nando Reis, sabe que esse é um trechinho de uma música linda... e ela vem falar um pouco de como eu andava nos últimos meses, absolutamente perdida, não perdida no espaço, mas sim perdida de mim, perdida dos outros. Eu me perdi.
Me perdi por covardia e cegueira. 

"Desculpe
Estou um pouco atrasado
Mas espero que ainda dê tempo
De dizer que andei
Errado e eu entendo" (trecho da canção por onde andei)


De repente estava eu num lugar totalmente avesso a tudo que eu sonhei, mas eu tinha a presença de tudo aquilo que eu precisava. Meus amigos. Eu tinha, até o dia em que inventei de colocar uma máscara inconsciente. Me esconder atrás de uma coisa que eu não era e que nunca fui. Sim, eu admito, eu queria apenas agradar. Mas, eu errei, meu Deus como errei. 

Enquanto eu estava longe fisicamente, conseguia atingir o coração, quando vim pra perto, me perdi diante de tanto coração! Fiz questão de me esquecer que sou apenas humana, que tenho meus próprios anseios. Que ADORO encontrar você sempre às 22horas pra conversar, pra perguntar como foi seu dia, pra ouvir de você aquilo que você tinha pra partilhar. Fazer nada, ficar perto, mas, é perto de verdade, só eu e você. Não aquele perto com os outros. Mas, aquele perto olhando nos olhos, ou ouvindo seu coração. As orações, todos os dias as orações, as mais malucas orações... eu era um céu que nunca tinha mergulhado no mar e você, bem, você era o mar tentando encontrar o céu. Um dia o céu encontrou o mar, e a euforia foi tanta que todo mundo ficou perdido. Um mergulhou no outro e de repente já não se sabia quem era o que, mas uma coisa aconteceu, sem que ninguém percebesse... aconteceu sim, esse encontro de dois entes aparentemente iguais resultou no desencontro deles mesmos.
O céu se esqueceu de que era céu e o mar se esqueceu de que era mar. Todo mundo esqueceu tudo. E um ficou procurando pelo outro. No silêncio desesperado da falta de encontros. 

"As suas queixas tão justificáveis
E a falta que eu fiz nessa semana
Coisas que pareceriam óbvias
Até pra uma criança" 
(trecho da canção por onde andei)


Era tudo tão simples não era? O que nos faltou foi continuar o que já tínhamos, continuar a ser quem éramos e a fazer o que sempre fazíamos. Dizer ao céu que ele ainda deveria continuar se refletindo no mar e dizer ao mar que a sua profundidade inigualável era a natureza da qual o céu precisava. Chamo esse encontro de verdadeira amizade e verdadeiro amor. 
Sim, eu coloquei uma máscara tentando agradar, não fui honesta, mas, não foi com você, não. Não fui honesta comigo mesma. Não fui honesta porque não lhe disse logo "eu sinto tanto a sua ausência, mas é aquela ausência diferente, a ausência de tudo o que éramos e do que tínhamos"... Ausência da nossa amizade e da consequência perfeita que ela é. 
O encontro mágico do céu e do mar. 
O encontro perfeito de almas que se unem e se completam. 

"Por onde andei?
Enquanto você me procurava
Será que eu sei?
Que você é mesmo
Tudo aquilo que me faltava" 
(trecho da canção por onde andei)

Eu sinto saudade de deitar na cama à noite e rezar, tocar violão, eu e você, você e eu. Como sempre fizemos... eu pra você e você pra mim. Partilhar aqueles textos, lembra? Rir, rir até ficar com a barriga doendo, rir muito! Não fazer nada e eu cantar pra você dormir. Eu sentir sua cabeça no meu colo e de repente aquela respiração mais profunda e perceber "dormiu..."
Eu tenho certeza que você é mesmo tudo aquilo que me faltava!

"Amor eu sinto a sua falta
E a falta, é a morte da esperança
Como um dia que roubaram o seu carro
Deixou uma lembrança
Que a vida é mesmo
Coisa muito frágil
Uma bobagem
Uma irrelevância
Diante da eternidade
Do amor de quem se ama" 
(trecho da canção por onde andei)
Mas, não fique assim, não. Ainda há muita esperança, muito amor, a vida é mesmo coisa muito frágil, uma bobagem, de fato, uma irrelevância, diante da eternidade do amor de quem se ama, eu não faço ideia de por onde eu andei enquanto você me procurava, enquanto eu mesma me procurava, mas eu sei de uma coisa, eu te encontrei!

É isso...

Mas agora, não importa, to chegando!!! Me espera que eu to chegando!!!

Nenhum comentário: